Capital da música no coração da europa

O passado da Áustria está ligado ao Império Austro-Húngaro. Os palácios e monumentos arquitetônicos do país são testemunhas da força e poder do Império dos Habsburgo. Viena é a capital, uma cidade com aproximadamente 1,6 milhões de habitantes, a maior da Áustria.

Na praça Stephenplatz, coração de Viena, está localizada a Catedral de Santo Estevão, um dos símbolos da cidade. Possui etilo gótico, com torres altas e um telhado colorido de azulejos vitrificados. A praça foi bastante castigada durante a Segunda Guerra Mundial, na sua reconstrução do pós-guerra surgiu espaço para estilos arquitetônicos diversos. Um dos mais polêmicos é a Haas House, o edifício de vidro da praça que contrasta com os prédios históricos dos arredores. A Rua Graben é a principal e mais elegante rua de pedestres da cidade, cercada de cafés, lojas de grifes, restaurantes, galerias de arte, etc. A Kohlmarkt é a rua de compras mais luxuosa, uma continuação da Graben.

Na Michaelerplatz fica o grande Palácio Imperial Hofburg, distribuído em vários prédios. Foi o centro de poder dos Habsburgos, por setecentos anos. O complexo Hofburg contempla vários museus, uma capela, uma igreja, a Biblioteca Nacional, a Escola Espanhola de Equitação e os gabinetes do Presidente da Áustria.

Foi ali que viveu a Imperatriz Sissi e o seu marido, o Imperador Francisco José. Sissi jamais aceitou as regras e os rigores da corte e criou um estilo próprio de governar. A vida de Sissi foi retratada de forma romantizada no filme que levava o seu nome, estrelado pela atriz austríaca Romy Schneider.

A Escola Espanhola de Equitação é uma instituição de Viena que tem tradição secular de treinamento de cavalos da raça Lippizan. Uma das mais antigas escolas de hipismo e adestramento de cavalos do mundo. Os exercícios dos cavalos acontecem no estábulo do Palácio Imperial, que fica no complexo do Hofburg.

O City Park é um dos parques mais queridos e usados pelo vienenses. O destaque fica para as estátuas e monumentos em homenagem a alguns dos principais músicos que fizeram a história e fama de Viena. A mais procurada das estátuas é a figura dourada de Johann Strauss Jr, o “Rei da Valsa”.

O Schönbrunn é o Palácio de Verão dos Habsburgos. A simetria do Palácio é complementada pelos jardins espetaculares que possui. Ficam na parte de trás e foram concebidos em estilo francês, lembrando um pouco os jardins de Versalhes. O interior é ricamente decorado e alguns salões são suntuosos.

Quando ir

Viena possui clima temperado continental com 4 estações bem definidas. No verão faz calor e no inverno pode fazer bastante frio, mas tem o seu charme. Para quem quer fugir dos extremos, a sugestão é visitar a cidade na primavera ou no outono, em que encontrará temperaturas mais amenas.

Como chegar

VOOS

Do Brasil não existem voos diretos para Viena, porém muitas opções diárias, com conexões em várias cidades europeias, partem das principais cidades brasileiras. Os brasileiros não precisam de visto de turismo para permanência de até 90 dias. No desembarque serão exigidos passaporte válido e outros comprovantes, como passagem de ida e volta, recursos financeiros, seguro saúde, entre outros.

Hotéis em Viena

Dividida por distritos, Viena possui inúmeras possibilidades de hotéis. Os bairros do Distrito 1 Innere Stadt são boas opções para os turistas, afinal, por lá estão localizados os principais cartões postais da cidade, lojas e cafés famosos. Quem quer economizar, pode optar pelo Distrito 2 Leopoldstadt. Por lá, o visitante também encontra bares descolados e belos parques.

Dicas de viagem

Como circular:

a cidade é compacta e o centro histórico pode ser conhecido a pé. Tudo gira ao redor do Palácio Hofburg. Para quem prefere o metrô, Viena possui um sistema eficiente. Os ônibus Hop on Hop off, aqueles abertos que fazem roteiros circulares pelas cidades turísticas mundo afora, são uma boa alternativa para conhecer Viena. Permitem uma compreensão genérica do lugar e o turista pode descer e subir em qualquer ponto de interesse.

Hundertwasser House:

visite o edifício de apartamentos, concebido pelo artista e arquiteto Friedensreich Hundertwasser, que foi muito criticado pela obra que fez, mas criou uma marca para a cidade. É um dos lugares mais visitados de Viena. A fachada colorida, sem ângulos ou paredes retas, impressiona pelo caráter inovador e provocativo. O prédio é pintado em cores diferentes, cada cor da fachada demarca um apartamento.

Staatsoper:

não deixe de conhecer o edifício da Ópera de Viena. O teatro foi construído no final do século XIX e a princípio não agradou aos vienenses, que acharam a obra simples demais para a importância da cidade na música e no teatro. Foi destruído na Segunda Guerra Mundial e reconstruído depois. Hoje é um símbolo nacionalista e motivo de orgulho para o vienense.

Outros destinos

  • Boston

A cidade de Boston, capital do estado de Massachusetts nos EUA é o berço da independência norte-americana.
  • Detroit

É uma das capitais musicais dos Estados Unidos: foi lá que surgiu a lendária gravadora de soul music Motown.
  • Lisboa

Lisboa fica num dos pontos mais avançados da Europa em direção ao ocidente. Foi daí que saíram as expedições de Vasco da Gama e Pedro Álvares Cabral.
  • Praga

Caminhar pela charmosa capital da República Tcheca, um dos destinos mais visitados da Europa (só em 2016, recebeu cerca de 7 milhões de turistas) é como estudar história ao vivo.

Compartilhe esta página com os amigos: