Onde a Terra Acaba e o Mar Começa

Lisboa fica num dos pontos mais avançados da Europa em direção ao ocidente. Foi daí que saíram as expedições de Vasco da Gama e Pedro Álvares Cabral.

Cidade de Lisboa

O marco zero de tudo isso fica no bairro de Belém, onde está o Padrão do Descobrimento. Um monumento em forma de caravela que homenageia aqueles que participaram das aventuras das grandes navegações portuguesas. À frente do monumento está o Infante D. Henrique e na base aparece uma enorme Rosa dos Ventos com um mapa mundi onde se identificam os descobrimentos portugueses.

Arquitetura de Lisboa

Ao lado do Padrão do Descobrimento está a maravilhosa Torre de Belém, construída em 1515 para proteger a entrada da cidade. A Torre é lindíssima, em estilo manuelino, faz um conjunto harmônico com o Mosteiro dos Jerônimos, que fica no mesmo bairro, do outro lado da praça.

O Mosteiro dos Jerônimos domina a paisagem do bairro de Belém. No interior da igreja fica o túmulo de Luís de Camões.

Uma das atrações do bairro é o famoso pastel de nata. Esses doces existem em cada esquina de Lisboa, mas somente aí no bairro ele recebe a denominação de Pastel de Belém e segue a receita original dos monges do Mosteiro dos Jerônimos.

Uma visita ao centro histórico de Lisboa pode começar pelo Bairro Alto e seguir para o Largo do Chiado onde o Café A Brasileira já foi um importante ponto de encontro de intelectuais e boêmios de Lisboa. Na frente do café, uma estátua de Fernando Pessoa testemunha a história criativa do Chiado.

Ao lado das ruínas da igreja do Carmo destruída pelo terrível terremoto de Lisboa, está o elevador Santa Justa, de 1901, em estilo art nouveau, que liga o Bairro Alto à Baixa.

Arquitetura de Lisboa

Essa ligação também pode ser feita pelo teleférico do Elevador da Glória ou descendo a pé uma das ladeiras do bairro chegando à Baixa pela Praça dos Restauradores e seguindo em direção à Praça Rossio, a principal de Lisboa. No centro da Praça uma estátua de D. Pedro IV, o mesmo D. Pedro I do Brasil. O piso é de pedra portuguesa, formando mosaicos que lembram os calçadões de Copacabana.

Outro ponto de destaque é o Castelo de São Jorge localizado no alto do bairro da Alfama. Lá de cima se tem uma vista espetacular de Lisboa e do estuário do Rio Tejo. Um programa especial é descer caminhando pelas ruelas do bairro da Alfama, passando por casas de fado e áreas pitorescas.

O Parque das Nações é o bairro mais moderno de Lisboa. Foi construído para sediar a Expo 98. Passeios pelo teleférico, um Shopping Center moderno e o Oceanário de Lisboa são outras atrações do bairro.

Nos arredores de Lisboa, no caminho para Sintra fica Cascais, um dos mais tradicionais locais de veraneio de Lisboa. Estoril fica bem pertinho, tem características semelhantes a Cascais e é famoso pelo cassino, que é o maior da Europa.

Ali perto está o Cabo da Roca, o ponto mais ocidental da Europa, onde a “terra acaba e o mar começa”. É um imenso penhasco com 140m de altura.

Em Sintra, jardins e palácios compõem o charme da cidade. No alto da serra fica o Castelo da Pena, o seu ponto alto. Possui uma arquitetura única. Foi construído no século XIX. Era um castelo de verão com excentricidades do mundo inteiro, o que lhe deu estilos diferentes e um colorido especial.

Fotos: Joaquim Nery

Quando ir?

Julho e agosto são os meses mais quentes do ano, apesar de Portugal apresentar temperaturas mais amenas que outros países da Europa. Além disso, como estão em temporada alta, podem não ser a melhor opção. Setembro e outubro são opções mais recomendadas para o turista.

Como chegar?

Ícone

Voos

Lisboa é uma das cidades europeias mais bem atendidas por voos partindo do Brasil. Muitas das capitais brasileiras têm voos diretos e outras podem chegar a Lisboa com conexões. Saiba mais sobre os voos.

Ícone

Certificados e Passaporte

Não precisa de visto nem de certificado de vacinas para quem vai a Portugal, mas o passaporte precisa ter validade mínima de seis meses da data de retorno da viagem. Na checagem da imigração, às vezes é necessário apresentar passagem de volta, comprovante de recursos financeiros e seguro de saúde.

Dicas

  • No centro histórico de Lisboa, o ideal é andar a pé. Passear pelas ruelas do bairro da Alfama, Bairro Alto, Chiado e baixa é uma delícia. Já para chegar aos bairros mais distantes como Belém e o Parque das Nações, pode-se ir de táxi, que não é tão caro quanto em outras cidades europeias.
  • O bonde 28 passa pelos principais pontos de interesse da cidade e vai até ao bairro de Belém. É uma forma bucólica de conhecer a cidade.
  • Cuidados com os pertences pessoais é sempre necessário nos locais de concentração de turistas.

O Bairro Alto e a região do Chiado são boas opções para quem quer ficar em regiões centrais e com boa estrutura de comércio. São lugares tradicionais em constante movimento, tanto para quem gosta de passear durante o dia quanto para quem aproveita a vida noturna.

Ícone

Hotéis em Lisboa

Reserve seu Hotel
Mapa

Lugares para visitar

Outros destinos

Amsterdam
Paris
Barcelona
Roma

Compartilhe essa página com os amigos: