Melhores Destinos Smiles: Descubra Jonesburgo e a África

Joanesburgo, a grande metrópole da África do Sul

Joanesburgo não é a capital da África do Sul, mas é a sua maior cidade. Uma metrópole moderna que surgiu com a corrida do ouro na região, no final do século XIX. Possui avenidas largas por toda parte.

Cidade de Joanesburgo

O Soweto é o famoso bairro negro sul-africano e o principal ponto de visitação da cidade. Surgiu para concentrar a mão de obra que vinha do interior da África do Sul para trabalhar nas minas de ouro. Ali foram erguidos grupos de casas precárias, as “hostess houses”, pegadas umas nas outras, sem água, sem banheiro, sem energia e abrigando, cada uma, várias famílias.

Cidade de Joanesburgo

No Soweto, fica a casa onde viveu Nelson Mandela e que hoje foi transformada em um pequeno museu, expondo as características do lugar e da época em que Mandela liderava a luta contra o Apartheid. O Museu Hector Pieterson conta a história dessa luta, a partir da perspectiva do episódio da morte de um estudante negro. Em 1976, um grupo de estudantes secundaristas saiu em passeata para mais um dia de protesto. No meio da passeata, a polícia reagiu com violência, vários jovens foram mortos. O estudante Hector Pieterson estava entre os mortos. Um fotógrafo jornalístico que cobria a manifestação fez a foto da tentativa de socorro ao garoto. A foto correu os principais jornais do mundo e marcou o início dos protestos mundiais contra o apartheid. 18 anos depois, o regime de segregação finalmente caiu.

Aí no Soweto viveram: Steve Biko, Nelson Mandela, o bispo Desmond Tutu e Winnie Mandela, entre outros importantes líderes da resistência sul-africana. Por lá, vivem hoje cerca de 4 milhões de pessoas. As condições de moradia já melhoraram muito. Hoje, é possível ver um bairro de classe média, com casas dignas, mas ainda cercado por alguns bolsões de pobreza.

O centro financeiro de Joanesburgo é moderno, com grandes edifícios e um forte ar desenvolvimentista. A torre do Carlton Building é o maior prédio da cidade, com 53 andares. Lá do alto existe um mirante de onde se tem uma vista completa de Joanesburgo.

Cidade de Joanesburgo

O Museu do Apartheid fica num complexo de entretenimento que compreende a Golden Reef, uma antiga mina de ouro, adaptada para museu e parque de diversões. O impacto sobre o museu já se dá no acesso, em que os visitantes são intimados a entrar por portas diferentes, uma exclusiva para brancos e outra para não brancos, como nos tempos do apartheid.

As primeiras leis de segregação racial que deram origem à política do Apartheid surgiram no início do século XX, em que começaram a ficar claras as regras para brancos e para não-brancos. A expressão “apartheid” significa desenvolvimento em separado e esse era o conceito das leis que pretendiam separar inclusive fisicamente os brancos dos não-brancos.

O Museu do Apartheid conta a história da África do Sul, enfatizando o período entre 1948 e 1994, quando a luta contra a segregação racial ganhou mais ênfase sob a liderança de Nelson Mandela.

Quando ir?

Não existe restrição para viajar a Joanesburgo em nenhuma época do ano, mas é preciso estar preparado para o frio do inverno ou para o calor do verão a depender da época da viagem. A cidade possui um clima temperado continental de altitude. Pode fazer calor no verão e bastante frio no inverno.

Como chegar?

Ícone

VOOS

O Aeroporto Internacional Oliver Tambo é o maior e mais importante da África do Sul. Principal hub de distribuição para outros países africanos e para destinos mais longínquos da Ásia. O Aeroporto conta com excelente infraestrutura. Existem muitos voos do Brasil para Joanesburgo. Os brasileiros não precisam de visto para entrar na África do Sul. O passaporte precisa estar válido por mais de 30 dias da data do retorno. É obrigatório o Certificado Internacional de Vacinação contra a febre amarela. Saiba mais sobre os voos.

Dicas

  • Como circular: Joanesburgo é uma grande metrópole, possui avenidas largas e bastante movimentadas. Circular pela cidade não é uma tarefa fácil. O transporte público deixa a desejar, as distâncias são longas e, portanto, caminhar não é uma opção viável. Os táxis são uma boa alternativa, mas é necessária alguma cautela, pois nem todos têm taxímetros. Para longas distâncias, o sistema Gautrain é uma boa opção, mas não atende a todos os lugares.
  • Lion Park: reserve um dia para conhecer o parque. Por lá, é possível ter contato com alguns animais africanos: além de ver leões enormes, você pode alimentar as girafas e brincar com os filhotes de leão.
  • Cradle of Humankind: não deixe de visitar o sítio arqueológico que conta com diversos fósseis de hominídeos de milhões de anos atrás e cavernas. Conhecer esse lugar vai ajudar você a entender a história da humanidade e a evolução do homem.

Uma das melhores opções para se hospedar em Joanesburgo é em Sandton City. Trata-se de um bairro moderno, com vários hotéis, shoppings, teatros e muitos restaurantes. Lá, está localizado a Praça Nelson Mandela com uma grande estátua do herói sul-africano. Considere também ficar em Rosebank, uma área que está crescendo e que contempla charmosos hotéis e shoppings.

Ícone

Hotéis em Joanesburgo

Reserve seu hotel
Mapa

Lugares para visitar

Outros destinos

Boston
Cancún
Istambul
Havana

Compartilhe essa página com os amigos: