Destinos Surpreendentes Smiles: Copenhague

Copenhague, a cidade da pequena sereia

Copenhague é a capital da Dinamarca e maior cidade da Escandinávia, com pouco mais de 2 milhões de habitantes. Possui uma qualidade de vida espetacular, excelentes condições de educação, saúde, serviços e transporte público. Pouquíssima desigualdade social.

Cidade de Copenhague

A cidade é totalmente plana, assim como a maior parte do país. Isso estimula o uso da bicicleta como meio de transporte e uma multidão circula pelas ruas, indo para o trabalho e escola com esse tipo de transporte.

O território da Dinamarca fica na pequena Península da Jutlândia, ao norte da Alemanha. A ilha de Zelândia, onde está Copenhague, possui uma posição estratégica, pois bloqueia a saída do Mar Báltico facilitando o controle de acesso à área.

Cidade de Copenhague

Localizada no coração da cidade, a Stroget é a mais longa rua de pedestres do mundo. Ela possui muitas lojas de grife, design, móveis, porcelanas e cristais. A calçada é agitada, frequentada por turistas e locais, cheia de artistas e músicos de rua, restaurantes, cafés e bares descolados.

O Palácio Christiansborg é a sede do governo da Dinamarca e o Amalienborg é onde vive a família real. Abriga um museu com objetos que contam a história da monarquia. O Castelo Rosenborg era usado como residência de verão e possui também um museu com tesouros e joias da família real.

A Nyhavn é a rua do Porto Novo, um estreito canal, com largas calçadas nas laterais, cercadas de casas coloridas ocupadas por bares e restaurantes.

Cidade de Copenhague

Considerado um dos mais antigos parques de diversões do mundo, o Tivoli Parque e fica no centro da cidade. Trata-se de um grande complexo de lazer, com teatros, restaurantes e lanchonetes. O passeio de barco de Copenhague passa por pontes pequenas e por construções modernas e impactantes, entre elas o prédio da nova Ópera de Copenhague. É uma outra forma de ver a cidade e suas atrações.

Hippie e alternativo, o bairro de Christiania já foi uma comunidade independente no passado, que tolerava inclusive a venda de drogas ilícitas nas ruas. Hoje, recebe muitos visitantes e começa a se render ao turismo de consumo, com lanchonetes, bares e outras atrações. Copenhague é conhecida como uma cidade de gastronomia especial. O Noma, do superchef René Redzepi, foi considerado o melhor restaurante do mundo por alguns anos. Isso atraiu chefs de prestígio internacional, o que estimulou a gastronomia local.

Quando ir?

A Dinamarca possui clima temperado oceânico, mas o inverno é bastante frio em função da alta latitude. A melhor época para viajar a Copenhague é no verão, de junho a setembro. Nesses meses, as temperaturas são quentes durante o dia, com noites agradáveis. Os dias são longos e o turista aproveita melhor o tempo. A cidade fica mais alegre e animada nessa época do ano.

Como chegar?

Ícone

VOOS

As companhias aéreas que voam do Brasil para as grandes cidades europeias têm conexão direta para Copenhague. A localização estratégica entre a Alemanha e a Suécia faz de Copenhague um importante entroncamento de rodovias e ferrovias, portanto, quem já está na Europa tem infinitas possibilidades de chegar até lá. Não precisa de visto nem certificado de vacinas para quem vai à Dinamarca, mas o passaporte deve ter validade mínima de seis meses da data de retorno da viagem. Na checagem da imigração, às vezes é necessário apresentar passagem de volta, comprovante de recursos financeiros e seguro de saúde. Saiba mais sobre os voos.

Dicas

  • Como circular: Copenhague é uma cidade pequena e as principais atrações estão concentradas no centro e podem ser visitadas a pé. Essa é a melhor forma de conhecer a cidade. O sistema de transporte público é excelente e alterna ônibus, bondes elétricos e metrô, mas os dinamarqueses preferem mesmo é andar de bicicleta, o principal meio de locomoção deles. Um turista descolado pode fazer como os locais, pois as ciclovias estão por todos os lados.
  • Escultura da “Pequena Sereia” (Little Mermaid): visite um dos símbolos da cidade. Ela representa a personagem de um dos contos de Hans Christien Andersen, o mais famoso escritor dinamarquês, que ficou imortalizado pelos contos infantis. É muito pequena e não tem importância artística, mas os turistas adoram.
  • Fábrica de cervejas da Carlsberg: não deixe de conhecer um dos símbolos do país. O local recebe milhares de visitantes todos os dias. A visita inclui degustação de cervejas, observação das instalações de produção e um museu que conta a história da cerveja e da cervejaria.

Uma boa dica para se instalar na cidade é procurar por hotéis próximos à Estação Central de Copenhague, local que facilita o acesso aos principais pontos turísticos da região. Quem deseja estar bem localizado pode procurar por hospedagens na Rua Bredgade, que também está próxima das mais importantes atrações da cidade.

Ícone

Hotéis em Copenhague

Reserve seu Hotel
Mapa

Lugares para visitar

Outros destinos

Berlim
Istambul
Milão
Moscou

Compartilhe essa página com os amigos: