Melhores Destinos Smiles: Arte e Cultura em Moscou

Moscou, uma cidade que surpreende

A Rússia é um país imenso, o maior do Mundo. Parte está na Europa e parte na Ásia. Moscou é a capital, hoje com mais de dez milhões de habitantes, sendo uma das maiores metrópoles do planeta. A cidade é moderna, possui avenidas largas e muito bem urbanizadas, que foram abertas pelos Planos Quinquenais de Stalin para a URSS, que para isso destruiu igrejas e outros edifícios históricos.

Cidade de São Paulo

A Praça Vermelha é o principal ponto turístico de Moscou. Cercada pelas muralhas de Kremlin de um lado e pelo belíssimo prédio do histórico Centro Comercial GUM, hoje um grande shopping de luxo. Numa das extremidades da praça, a espetacular Catedral de São Basílio que domina o visual e é a maior atração turística do lugar. Suas cúpulas coloridas e espiraladas, em forma de cebolas descascadas, dão à Praça Vermelha um toque de conto de fadas. Ao lado da muralha do Kremlin aparece o Mausoléu de Lênin, onde fica o seu corpo embalsamado.

Igreja de São Paulo

O Kremlin é a cidadela dos Czares, sede do governo russo e símbolo maior do poder no país. Nos anos 1930, nos tempos da URSS, o Kremlin foi fechado e vários dos seus prédios, palácios e igrejas foram destruídos por ordem de Stalin. Somente após a morte do ditado, o Kremlin voltou a ser aberto ao público.

Por ser a sede do governo Russo, apenas uma parte do Kremlin pode ser visitada pelos turistas. As grandes atrações, porém, estão disponíveis, como o Arsenal do Estado, O Palácio do Patriarca e as Igrejas da Praça da Catedral.

Cidade de São Paulo

O templo mais importante do Kremlin é a Catedral da Assunção. A primeira construção data do início do século XIV, a atual foi mandada construir por Ivan, O Grande, em 1470. Ali, os príncipes eram coroados e enterrados. A Catedral possui enormes cúpulas douradas, com janelas, por onde a luz penetra e ilumina o interior do templo. No interior da Catedral, há maravilhosos afrescos e ícones da Igreja Ortodoxa.

Os Jardins de Alexandre, projetados em1821, ficam ao lado do Kremlim. São belíssimos, com mosaicos de flores coloridas, e foram mandados construir por Alexandre I, que providenciou a restauração da cidade de Moscou e do Kremlin, após a expulsão das tropas de Napoleão da cidade.

Quando ir?

A Rússia europeia possui clima temperado continental, com verões amenos e invernos rigorosos. A melhor época para viajar para Moscou é no verão. De junho a setembro, as temperaturas são quentes durante o dia, com noites agradáveis. Os dias são longos e o turista aproveita melhor o tempo. Anoitece após as 22h e amanhece antes das 4h. 

Como chegar?

Ícone

Voo

Não existem voos direto do Brasil para a Rússia, contudo, há diversas opções de voos com conexões. Os brasileiros não precisam de visto nem de certificado de vacinas para entrar no país, desde que a estadia não ultrapasse 90 dias, mas o passaporte precisa ter validade mínima de seis meses da data de retorno da viagem. Na checagem da imigração, às vezes é necessário apresentar passagem de volta, comprovante de recursos financeiros e seguro de saúde. O controle de passaportes em Moscou pode ser lento e burocrático exigindo paciência dos visitantes. Saiba mais sobre os voos.

Dicas

  • Como circular: o meio de transporte mais eficiente de Moscou é o metrô. O uso do transporte é simples e autoexplicativo. A maior dificuldade é que as sinalizações usam o alfabeto cirílico e não tem sinalização correspondente em alfabeto latino. Precisamos nos acostumar um pouco com as letras deles para não perder a estação. Nada que assuste a um turista descolado. Moscou, apesar de ser uma cidade grande, possui a maioria das suas atrações no centro histórico, nos entornos do Kremlin e da Praça Vermelha e que podem ser visitadas a pé.
  • Tour: uma das principais atrações de Moscou é o inusitado tour guiado pelas estações do metrô. As estações são verdadeiras obras de arte construídas na primeira fase do governo de Stálin. Em poucos lugares, uma estação de metrô é atração turística. Aqui é uma das mais importantes. O projeto fez parte do primeiro Plano Quinquenal de Stálin. A ambição era ter as estações mais bonitas e imponentes do mundo.
  • Cultura: um excelente programa em Moscou é o Show do Balé Nacional Russo Kostroma, que apresenta um resumo da história e das diversas etnias do país e costumes do seu povo. É um espetáculo de qualidade, possui um figurino maravilhoso, músicas e danças que emocionam.

Hospedar-se no bairro Kitay-Gorod é uma boa pedida. A área fica próxima aos principais pontos turísticos de Moscou, como a Praça Vermelha, e ainda conta com grande quantidade de restaurantes, bares e casas noturnas. Outra região boa para hospedagem é o distrito de Arbat, localizada perto de estações de metrô.

Ícone

Hotéis em Moscou

Reserve seu Hotel
Mapa

Lugares para visitar

Outros destinos

Londres
Roma
Miami
Nova Iorque

Compartilhe esta página com os amigos: