Terceira maior cidade do Japão

Osaka, com 2,7 milhões de habitantes, é a terceira maior cidade do Japão, fica na costa sul da Ilha de Honshu, a maior do arquipélago. A região metropolitana é gigantesca, com quase 18 milhões de habitantes. A megalópole tem continuação urbana até Tóquio, 500 km adiante. É uma das cidades mais antigas do país, o que é visível em função da quantidade de palácios e castelos imperiais que possui. Historicamente, a região foi um grande centro comercial que monopolizava o comércio do arroz, além de armazenamento de peixe e grãos. Hoje, é o segundo mais importante centro financeiro do país.

O bairro mais pitoresco é Namba, com suas ruas lotadas e cheias de atrações. A mais famosa de Osaka é a Dotonbori, ao lado do canal e excelente para passear, com dezenas de lojas convencionais, lojas de suvenires, restaurantes pequeninos e um público frenético. A Dotonbori é cheia de letreiros coloridos de neon, um dos cartões postais da cidade.

A rua coberta e de pedestres Shinsaicahi é outro espaço especial do bairro de Namba, com características semelhantes à Dotonbori, com muitos restaurantes de sushi, que ficam lado a lado em toda a sua extensão.

O Templo Budista Shitennoji, do século VI, é um dos mais antigos do Japão. Já foi destruído e reconstruído várias vezes, tentando manter sempre o estilo da construção original. O outro bairro famoso de Osaka é o moderno Umeda, nos entornos da estação da cidade, cheio de centros de compras, lojas de departamento e edifícios modernos.

A cidade de Nara fica na periferia, a apenas 30 km do centro de Osaka. Foi a primeira capital do Japão até o século VIII. A província de Nara guarda verdadeiros tesouros históricos na sua arquitetura e nos templos budistas e xintoístas.

A presença constante dos cervos nas ruas é uma das características marcantes de Nara. O cervo é considerado um mensageiro dos Deuses e, por isso, ele não é incomodado, pois se trata de um animal sagrado, convivendo com turistas e visitantes dos templos. Eles vivem soltos nos jardins.

O principal templo de Nara é o gigantesco Templo Budista Todaiji, construído no início do século VIII. É o maior edifício de madeira do mundo e o que mais impressiona nele são as dimensões. O Buda de Todaiji, o Daibutsu, é o maior do Japão, com 14,7 metros de altura: ele é conhecido como o Grande Buda de Nara. Todo o interior do templo é muito bonito, com outros budas complementando a decoração.

Quando ir

Osaka possui um clima subtropical úmido, com quatro estações bem definidas. Não existem restrições para visitar a cidade em nenhuma época do ano: o inverno não é tão frio e o verão não é tão quente. Se puder escolher quando ir, uma dica é o início da primavera, quando acontece a floração das cerejeiras, um dos símbolos do Japão. A floração se dá num período curto, no final de março e início de abril.

Como chegar

VOOS

O Japão é seguramente um dos lugares mais distantes para se alcançar a partir do Brasil. Não existem voos diretos para Osaka, porém, há muitas opções com conexões que podem ser feitas a partir da Europa, Estados Unidos ou Ásia. O Aeroporto de Osaka fica numa ilha artificial e é um dos símbolos do Japão moderno, pois foi totalmente construído sobre uma área de aterro. É um dos maiores do mundo e a cidade é um dos portões de entrada do Japão. Para entrar no Japão, é necessário um passaporte com visto válido para o período que você vai viajar.

Hotéis em Osaka

Namba é uma das melhores opções de hospedagem em Osaka, pois conta com inúmeras opções de entretenimento, como shoppings, karaokês, museus, teatros, restaurantes, lojas comerciais e boa infraestrutura de transporte. Umeda também é considera uma ótima área para se hospedar, com vistas panorâmicas privilegiadas de Osaka.

Dicas de viagem

Como circular:

Osaka possui um excelente sistema de transportes públicos. O metrô é completo, atende a toda a cidade e fácil de usar, pois toda a comunicação está também em inglês. Os trens de superfície e os ônibus completam essa rede de serviços. No centro do bairro de Namba o ideal é andar a pé.

Castelo de Osaka:

visite um dos mais importantes monumentos do Japão e um dos seus símbolos, pois foi fundamental na história da unificação do país. Fica no centro de um enorme jardim usado pela população local que passeia por lá, faz piquenique e se delicia com a floração das cerejeiras no início da primavera. Dentro do Castelo existe um museu moderno, com alta tecnologia, que conta a história do Japão.

Templo Kasuga Taisha:

conheça um santuário xintoísta com mais de 3 mil lanternas de pedra, expostas nas ladeiras de acesso, que foram doadas pelos fiéis. Dizem que o Kasuga é o mais fotografado dos Templos Xintoístas do Japão.

Outros destinos

  • Tóquio

O Japão é formado por mais de 6 mil ilhas, sendo que 4 delas são as principais: Honshu, Kiushu, Hokaido e Shikoku.
  • Hong Kong

Hong Kong é um Território Autônomo que pertence à China, mas tem uma gestão própria e independente.
  • Pequim

Pequim, ou Beijing, como os chineses costumam chamar, é a capital da China, uma gigante de 14 milhões de habitantes.
  • Xangai

Xangai é a maior e mais moderna cidade da China. Fica na costa leste do país, na margem do Rio Huangpu, no delta do Yang-tsé-Kiang.

Compartilhe essa página com os amigos: