Melhores Destinos Smiles: Jaipur, Índia

Jaipur, a cidade cor-de-rosa da Índia

Jaipur é a capital do Rajastão, na Índia. Fica num dos vértices do chamado Triângulo Dourado, região que preserva os maiores monumentos arquitetônicos do Império Mogul. O Império Mogul dominou toda a região onde hoje é a Índia e o Paquistão, do século 16 ao 19, quando foi desfeito e dominado pelo Império Britânico. Deixou maravilhas para a arquitetura do mundo.

A cidade murada de Jaipur foi planejada, possui ruas largas, contrastando com a maioria das cidades indianas. É conhecida como a “Cidade Cor-de-rosa”, em função da cor predominante em muitos dos seus edifícios históricos espetaculares.

Numa esquina no centro da cidade murada fica o primitivo Templo Govinda Dev, em homenagem ao Deus Krishna. Do alto do Templo pode-se ter uma ideia do trânsito de Jaipur. Algo indescritível e sem nenhuma organização. É um caos cultural. Os indianos buzinam sem parar e se entendem. Na Índia, diferente de outros lugares do mundo, eles estimulam a buzina. Todos buzinam o tempo todo.

O Palácio dos Ventos fica no centro da cidade. Possui 953 janelas, formando um mosaico especial. Foram construídas para que as mulheres do harém do marajá pudessem ver a rua sem serem vistas, ao mesmo tempo servem para arejar o interior do palácio.

Na frente do Palácio ficam encantadores de serpentes que tocam flauta para as cobras najas. As cobras, apesar de não ouvirem a música, seguem a flauta pela vibração do som e pelos movimentos do artista de rua, saindo do cesto onde se encontram.

O Forte Amber é o ponto alto da visita a Jaipur. Fica a 11 km, nos arredores da cidade. O acesso ao forte pode ser feito em elefantes. Era assim que acontecia desde o século XVI. São aproximadamente 150 animais subindo e descendo as ladeiras de acesso a todo momento. Esses animais são treinados para isso, muitas vezes sofrendo maus tratos intensos. Hoje em dia, esse tipo de atração turística vem sendo questionada e as agressões denunciadas.

No caminho que leva ao Forte Amber fica o Jal Mahal (Palácio de Água), situado no meio do lago Man Sagar, parece flutuar. O Observatório Astronômico Jantar Mantar ainda hoje é utilizado para prever aspectos meteorológicos, como a intensidade das chuvas e do calor, a declinação do sol, estações do ano, latitudes, longitudes e relógios de sol.

Quando ir?

Jaipur fica no centro norte da Índia, na região do Rajastão e tem clima semi-árido. É seco o ano inteiro. O verão, de junho a setembro, é mais quente, mas a região pode ser visitada em qualquer época do ano.

Como chegar?

Ícone

VOOS

O Aeroporto Internacional de Jaipur é muito bom, mas recebe principalmente voos regionais. Portanto, para chegar de avião é necessário fazer uma conexão em alguma grande cidade indiana, e como não existem voos diretos do Brasil, muitas vezes duas ou mais conexões são necessárias. Uma outra opção é de carro, a partir de Nova Delhi. São 270 km até Jaipur, que podem ser percorridos em 5 horas. Dirigir na Índia é uma tarefa difícil, mão inglesa, trânsito caótico e milhões de buzinas sem cessar, por isso, se for de carro, contrate um transfer ou vá de trem, por cerca de 4 horas. Os trens são bons, mas escolha as classes melhores. Brasileiros precisam de visto para entrar na Índia que pode ser obtido pela internet, através do site da embaixada e tem uma validade de 60 dias. O passaporte precisa ter validade mínima de seis meses a contar da data de retorno da viagem e é obrigatório o certificado de vacina contra a febre-amarela. Saiba mais sobre os voos.

Dicas

  • Como circular: seguir pelas ruas de Jaipur é uma aventura. O ideal é contratar um carro com motorista ou ir de táxi. O trânsito é intenso e os carros se misturam com motos, elefantes, camelos, vacas e milhares de tuk-tuks. Todos buzinando ao mesmo tempo e passando de uma pista para a outra sem nenhuma ordem ou lógica. Alugar um carro e dirigir por conta própria não é recomendado. O transporte público também não é uma boa opção.
  • Palácio da Cidade: visite o local, situado no coração de Jaipur. Ele abrigou os governos desde a primeira metade do século XVIII. Um destaque especial para as portas trabalhadas em homenagem às estações do ano e para os dois gigantescos vasos de prata, que são considerados os maiores objetos de prata do mundo.
  • Templo de Beerna: reserve um tempo para conhecer o templo Moderno, o espaço está situado numa área mais alta da cidade de onde se tem uma bela vista panorâmica de Jaipur. A imagem de Ganesha ilustra a entrada do templo.

MI Road é uma das melhores regiões para se hospedar em Jaipur. O local é sempre movimentado e próximo das principais atrações da cidade, como palácios e encantadores de serpentes, além de bons restaurantes, bares e lojas.

Ícone

Hotéis em Jaipur

Reserve seu Hotel
Mapa

Lugares para visitar

Outros destinos

Pequim
Nova Delhi
Tóquio
Joanesburgo

Compartilhe essa página com os amigos: