Banner Destinos para você conhecer no inverno

Abaixo de Zero: Destinos para você conhecer no inverno

airplane

ABAIXO DE ZERO: Destinos para você conhecer no inverno

Quem acompanha a gente no Instagram sabe que nosso projeto “Abaixo de Zero” está a todo vapor. E para quem gosta de viajar e conhecer lugares frios sabe que ir para esse tipo de destino tem várias vantagens, como baixa temporada, cidade mais vazia, liquidações e neve.

Nós selecionamos alguns lugares indispensáveis para quem ama o Inverno. Então leia as dicas abaixo, escolha o seu destino favorito e já providencie suas luvas, toucas, cachecóis e casacos.

Hallstatt – Áustria

Um dos cartões postais da Áustria, Hallstatt, é um vilarejo com menos de 1.000 habitantes onde as casas e ruelas alpinas possuem características do século XVI. Com suas casas rústicas, uma vista para um lago tranquilo e alpes cobertos de neve, tudo é fascinante por lá.

E surpreendentemente o lugar é recheado de atividades para toda a família, principalmente para quem gosta de turismo ao ar livre. Por lá existem várias trilhas, pontos com vistas panorâmicas, passeios de barco, bondinho e várias outras opções. .

Explore o centrinho da vila, visite as igrejas Catholic Parish Church e Hallstatt Lutheran Church, conheça o museu Hallstatt Museum e vá até o Mirante Skywalk. .

Não deixe de conhecer o Hallstätter See – lago de Hallstatt, Salzwelten – a mina de sal mais antiga do mundo e Beinhaus – um ossuário localizado perto da igreja católica. Nos arredores de Hallstatt você precisa conhecer as cavernas de Dachstein, no vilarejo de Obertaun, onde encontrará estruturas de gelo iluminadas com cores diferentes. .

Para quem quiser se aventurar vá para a área das montanhas de Dachstein, na estação de Ski. Durante os meses de Dezembro a Março é possível descer as montanhas da região esquiando. .

Para você chegar a vila é possível ir de trem, ônibus saindo de Obertraun e de carro. Caso sua opção seja fazer um bate e volta no vilarejo recomendamos que vá de trem a partir de Salzburgo até a estação de Hallstatt.

Gdansk – Polônia

Pouca gente já ouviu falar da histórica Gdansk – pronunciada como Dansque, com ‘g mudo’.

A cidade fica localizada na costa báltica da Polônia e é um destino surpreendente. Eleita um dos melhores destinos de viagem em 2017 e em alta em 2018 pelo TripAdvisor, a cidade possui o maior centro histórico da Europa. Lá foi onde se deu início a Segunda Guerra Mundial e por isso possui o único museu do mundo dedicado ao acontecimento.

Para quem chega pelo aeroporto é fácil ir até o centro histórico, basta embarcar em um ônibus que liga o aeroporto ao centro da cidade em apenas 30 minutos. Uber também funciona bem e o preço é acessível.

No centro você encontrará diversos restaurantes, museus e lojas com bom preço. Atração turística é o que não falta em Gdansk. Você precisa passear pelas margens do rio Motlawa, visitar o Museu da Segunda Guerra Mundial, caminhar pela Long Lane e Long Market, ir ao Museu Nacional, conhecer a Praça do Mercado Antigo, a Catedral Oliwa, a Igreja de Santa Catarina e a Reseva Natural Mewia Lacha.

Por lá o Inverno é longo, seco, com ventos fortes e muito frio, com a temperatura variando entre -3°C e 15°C.

Tromsø – Noruega

Cercada pela natureza, essa cidade no norte da Noruega é um bom destino para quem deseja realizar atividades ao ar livre. Por lá você consegue andar em um trenó puxado por cachorros ou caminhar pelas montanhas, pescar, andar de caiaque e fazer safáris para a observação de baleias. Não deixe de conhecer mais sobre o povo Sami.

Conhecida como a capital da Aurora Boreal pela sua localização estratégica, em Tromsø é possível apreciar auroras mesmo quando a intensidade delas é reduzida. Então se o seu sonho é ver o fenômeno da Aurora Boreal de perto você precisa ir pra lá nessa época, entre Novembro a Março.

Por ser uma cidade sede de universidades, existem diversas cervejarias, planetários, jardins botânicos, restaurantes, pubs e eventos para você se aventurar.

Mas, ao contrário da Polônia que os preços são super acessíveis, na Noruega tudo é caríssimo, então faça um bom planejamento para que tudo saia bem.

Lapônia – Finlândia

Com certeza você já ouviu falar sobre a terra do Papai Noel, né? Essa é a famosa Lapônia, região localizada no extremo norte da Finlândia, na cidade de Rovaniemi. A área é conhecida por suas vastas áreas selvagens subárticas, seus resorts de esqui e pelos fenômenos naturais como o Sol da meia-noite no verão e a Aurora Boreal no inverno.

Um dos destinos mais gelados da nossa saga Abaixo de Zero, na Lapônia, dependendo da época do ano, você pode se deparar com -50°C, por isso prepare os equipamentos. Na sua mala não poderá faltar luva, cachecol, bota, gorro, casaco, meia térmica, aquecedores de mão e pé e tudo que possa te proteger da temperatura negativa.

Em Rovaniemi, capital da Lapônia, o Sol nasce às 11h30 e se põe perto das 14h30, no ápice do inverno, são apenas três horas de luz e o restante do dia é vivido na escuridão. Por lá são oito meses de Inverno. Os quatro meses restantes são considerados como Primavera, quando o Sol tímido aparece e nunca vai embora. Sim, são 24 horas de luz.

Por lá você pode passear de trenó puxado por renas ou huskies, conhecer uma gastronomia diferente, andar de snowmobile e visitar o Papai Noel em sua casa. Não deixe de ir a Santa Claus Park, o mundo mágico do Papai Noel, e Santa Claus Village onde você pode ver o próprio bom velhinho e realizar diversas atividades que eles oferecem, como andar de snowmobile e fazer uma refeição em um restaurante de gelo.

Os hotéis são outro destaque da região, se o orçamento permitir, separe pelo menos uma noite para ter uma experiência em um hotel de gelo e em um igloo, geralmente eles são de vidro e você pode ver a aurora do conforto da sua cama quentinha.

Bergen – Noruega

A segundo maior cidade da Noruega fica localizada na costa sudoeste do país. Bergen é cercada por montanhas e fiordes e é uma das cidades mais chuvosas do planeta. Ela é ponto de partida para conhecer a região dos fiordes e seus pequenos vilarejos. Então separe dois dias no início ou fim da sua viagem pelos fiordes.

Um dos pontos mais curiosos de Bergen é Bryggen, a contribuição para o patrimônio da humanidade idealizada pela própria cidade: um conjunto de casas medievais coloridas que abrigam lojas e cafés charmosos. Com características jovens e alegres, por lá o principal mandamento é curtir a vida vagarosamente, apreciando um bom chocolate cremoso num café aconchegante enquanto chove lá fora.

A cidade é um grande centro urbano e ainda assim preserva todo o charme e atmosfera de cidades pequenas, sendo conhecida pelas famosas montanhas que circundam a área central, pelo Cais Hanseático, pelo Festival Internacional de Bergen e pelo mercado de peixe.

Você precisa apreciar seus belos Fiordes, visitar os Museus Kode 1, 2, 3, 4, fazer compras no mercado de peixes e flores, conhecer a Torre Rosenkrantz e visitar as igrejas Korskirken, Nykirken e Mariakirken.

A melhor forma de entrar na cidade é através da clássica ferrovia até Oslo, considerada uma das mais encantadoras do mundo e durante o trajeto você poderá apreciar belíssimas paisagens selvagens.

Voltar