• O leste europeu que poucas pessoas conhecem

     
     
 
Viva experiências em um lado da Europa que vai te surpreender.
Uma parte pouco explorada da Europa é o leste europeu. Uma região que abriga lugares espetaculares e de fácil acesso das capitais mais famosas. Esse pedaço europeu que poucas pessoas conhecem acolhe histórias riquíssimas e paisagens deslumbrantes. Confira nossa lista com seis lugares por lá que você não pode deixar de conhecer.

MINSK - BIELORRÚSSIA

Sede do governo nacional, a capital da Bielorrússia, Minsk, não é muito famosa, mas vale a pena conhecer. A cidade é bem cuidada, limpa e supersegura. As calçadas são largas, as pessoas educadas e por lá você encontra jardins coloridos por todos os cantos, igrejas belíssimas, prédios e um rio encantador. E o que vai acabar te convencendo: brasileiros não precisam de visto para entrar e as coisas costumam ser baratas e super em conta.

Existem muitas coisas incríveis para fazer por lá. Você não pode deixar de visitar a Biblioteca Nacional, o Teatro Bolshoi, o Palácio da República, o Museu da KGB, a Igreja de São Simão e Santa Helena, o Mikhailovsky Park, o Parque Chelyuskinites e a praça Victory Square.

Durante o ano, as temperaturas da cidade variam entre -8°C e 20°C. O verão por lá é agradável, mas o inverno é longo e com muita neve. De acordo com o índice de turismo, a melhor época para visitar Minsk é entre o fim de junho e o fim de agosto.

O Aeroporto Nacional de Minsk é o principal aeroporto do país e fica localizado a 42 quilômetros do centro da cidade. De lá para o centro da cidade, você pode usar o aplicativo de transporte Uber para chegar tranquilamente ao hotel.

 

KOSOVO

Mais um destino que brasileiros não precisam de visto: Kosovo, que possui 10.908 km² e aproximadamente 1.800 milhão de habitantes. O destino é rico em cultura e você vai amar conhecer. Mais uma notícia boa: comparado aos outros destinos europeus, o país tem um custo de viagem bem baixo.

Considerado um país que não existe devido a sua história, Kosovo é alvo de uma disputa territorial, símbolo de identidade política, religiosa e humana dos Balcãs.

Com cidades charmosas, sua capital, Pristina, é um lugar bem movimentado e com muitas atrações exóticas, sorrisos gentis dos moradores, trilhas de caminhadas incríveis e mosteiros sérvios do século XIII.

Quem escolhe o país como objetivo não pode deixar de conhecer sua Biblioteca Nacional, a Catedral Madre Teresa de Calcutá, o cemitério judaico, o Museu do Kosovo, o Monumento NewBorn, a mesquita Fatih, o Teatro Nacional, a Torre do Relógio, o Museu Etnográfico Emin Gjiku e a estátua de Bill Clinton.

Em relação ao clima, Kosovo possui um Verão muito quente, chegando até 39°C, e o Inverno bem frio – variando entre -1°C e 15°C. Se você não gosta de extremos, a Primavera acontece entre abril e junho, sendo uma boa opção para conhecer o país. Mas se você goste de esquiar, Kosovo é sinônimo de esqui nos meses de inverno.

O mais incrível é que apesar da história recente de guerra, você se sentirá muito seguro e encantado pelas pessoas que recebem com muita felicidade os turistas que resolvem desbravar o país.

Para chegar ao país, na capital fica localizado o Aeroporto Internacional de Pristina.

 

OHRID – MACEDÔNIA

Patrimônio Cultural e Natural da Humanidade, segundo a UNESCO, a pequena cidade da Macedônia que faz fronteira com a Albânia é um dos destinos que poucas pessoas conhecem, mas quem tem a oportunidade de conhecer se encanta. Apesar de pouco visitada, Ohrid tem uma excelente estrutura para receber turistas, com ótimos hotéis, restaurantes, comércio e sinalização.

Uma das suas principais atrações é o Lago Ohrid, que oferece praias de água doce compostas por pequenas pedras. E para os viajantes que gostam de histórias, a cidade antiga é uma ótima oportunidade para conhecer a cultura do local, com museus, mosteiros e mais de 365 igrejas. Já os mais aventureiros podem se divertir fazendo as trilhas do Parque Nacional: a vista ao chegar ao topo é indescritível.

A religião é algo muito presente na Macedônia e por isso muitos lugares turísticos são igrejas e ícones históricos na região. Não deixe de visitar o Monastério de Naum, o Parque Nacional de Galichica, as Igrejas de São Clemente e de Santa Sofia e o antigo Teatro de Ohrid.

Durante a noite a cidade ganha um charme todo especial, então aproveite para se perder pelas ruelas.

Apesar de parecer uma cidade litoral, Ohrid fica no meio das montanhas. O lugar oferece atrações incríveis durante o inverno, que chega a -3°C e máxima de 8 °C. Mas tudo acontece mesmo durante o Verão, época de alta temporada na cidade, começando em Maio e terminando perto de Setembro, com clima seco e temperatura variando entre 23 °C e 32 °C. É uma época em que o destino fica cheio e consequentemente os preços aumentam.

O Aeroporto São Paulo Apóstolo-Ócrida fica pertinho de Ohrid.

 

BRASOV – ROMÊNIA

Localizada no meio dos Montes Cárpatos, Brasov, município na Romênia, possui aproximadamente 285 mil habitantes e é uma das cidades mais atrativas e visitadas da Transilvânia.

Por lá você encontra picos de montanhas, campos, florestas, igrejas, monumentos e muita história. Para quem gosta de um ar barroco, renascentista e medieval vai se encantar por Brasov. Com uma ótima estrutura, a cidade romena é bem animada, colorida e turística, em alguns momentos você vai achar que está na Alemanha devido à arquitetura.

Seus pontos principais são a Praça Central, a Igreja Negra, a rua mais estreita da Europa, suas ruas do Centro Histórico, as antigas muralhas, o Distrito Romeno, o Monte Tampa, que fica no topo de um grande letreiro hollywoodiano escrito “Brasov”, e a praça Piata Sfatului. Além disso, nos arredores da cidade é possível conhecer outros lugares como a Fortaleza de Rasnov, o Castelo de Brian e o Castelo de Peles.

Os melhores meses para conhecer Brasov são em junho, julho, agosto e setembro. Em maio, junho e julho chove bastante. E se você gosta de frio, janeiro é o mês mais frio do município, variando entre -5°C e 2°C.

É possível chegar ao destino pelo Aeroporto Internacional de Brasov-Ghimbay.

 

SOFIA - BULGÁRIA

Mais um destino pouco explorado no Leste Europeu: a capital e maior cidade da Bulgária, Sofia. Centro administrativo, cultural, econômico e educativo do país e a terceira cidade mais antiga da Europa, o destino é colorido, animado e super receptivo.

Sofia possui muita história, cultura e beleza. Por lá você encontra diversos museus, galerias de arte, prédios históricos e praças arborizadas. Para quem gosta de trilha e aventura vai amar apreciar a vista privilegiada do Monte Vitosha e as pistas de esqui no Inverno.

Você não pode deixar de conhecer a Catedral de São Aleksander Nevsky, a Igreja Russa, o Museu Arqueológico, a Praça Nezavisimost, a Mesquita Banya Bashi, o Palácio de Vrana, o Teatro Nacional Ivan Vazov, o Mercado Central de Sofia, o Museu Nacional da História Militar e a famosa Igreja de Santa Sofia.

O melhor mês para conhecer a cidade depende muito da sua estação favorita, afinal Sofia é um destino barato durante o ano todo. No inverno, de dezembro a fevereiro, os dias são curtos, neva e faz bastante frio. Já no Verão a temperatura chega a 29 °C. Primavera e outono por lá são ótimas opções para quem não gosta dos extremos.

O Aeroporto de Sofia é o principal da Bulgária e fica localizado a 10 km do centro da cidade. Partindo do Brasil não existem voos diretos, então é preciso realizar uma conexão.

 

KIEV - UCRÂNIA

Podemos mostrar inúmeros motivos para você escolher e conhecer o coração da cultura do Leste Europeu, Kiev, a capital da Ucrânia.

Tenho certeza de que vamos te convencer a fazer as malas para a cidade mais bonita da Ucrânia – país mais visitado do Leste da Europa. Começando pela limpeza da cidade: Kiev é muito limpa. Depois você precisa saber que o povo ucraniano é extremamente simpático e estão sempre com um sorriso no rosto tentando ajudar as pessoas. E para finalizar, Kiev está localizada no país mais barato da Europa.

A cidade oferece uma grande variedade de eventos culturais: concertos, teatros, museus, galerias e exposições. Além disso, você terá uma aula de cultura com suas esculturas, prédios e artesanatos.

E assim que comprar as passagens, inclua no seu roteiro os dois patrimônios mundiais da Unesco: a Catedral de St. Sophia e Kiev-Pechersk Lavra. Conheça também a Praça da Independência, o Mosteiro de São Miguel das Cúpulas Douradas, a Igreja de Santo André, o Monumento de São Vladimir, o Museu Nacional de Chernobyl, os Portões Dourados de Kiev e o Arco da Amizade entre as Nações.

O Inverno por lá não é muito agradável, a não ser que você não ligue para isso. Os melhores meses para visitar Kiev são maio e junho. A Primavera é encantadora e você vai encontrar muitas árvores floridas e pessoas felizes nessa época.

Para chegar a Kiev você pode optar pelo Aeroporto Internacional de Kiev-Boryspil, que fica na cidade de Boryspil, a 29 km ao leste da capital da Ucrânia.