Melhores Destinos Smiles: Windhoesk e o deserto vermelho

Windhoek, a capital da Namíbia e o deserto das dunas vermelhas

A Namíbia fica na porção sul do continente africano, entre Angola e África do Sul. É um país de aproximadamente 2,5 milhões de habitantes, com uma área territorial de 825 mil km2, o que lhe dá uma baixa densidade demográfica. Foi colonizada por ingleses, alemães e, no século XX, passou à condição de colônia da África do Sul. Na década de 60, a SWAPO, um grupo de tendência marxista iniciou uma guerrilha pela independência da Namíbia, que somente foi conquistada em 1990. Hoje, é um país democrático e um exemplo de desenvolvimento e qualidade de vida no continente.

Windhoek é a capital e maior cidade do país, com aproximadamente 230 mil habitantes. As principais atrações encontram-se no centro da cidade. A igreja luterana Christuskirche é um dos principais símbolos da colonização alemã do país. O edifício do Palácio do Parlamento possui um belo jardim no seu entorno. O subúrbio de Katutura é um dos lugares mais pitorescos e a principal avenida é a Independence Avenue. Todas as atrações da cidade podem ser alcançadas a pé a partir daí. É lá que fica o Namíbia Craft Center, o centro de artesanato onde é possível adquirir peças de arte e objetos de decoração. Uma viagem completa pela Namíbia precisa começar e terminar por Windhoek.

Uma das atrações mais desejadas é o deserto de dunas vermelhas de Sossusvlei, considerado o mais antigo do mundo. O voo de Windhoek para Sossusvlei cruza boa parte da Namíbia. Um território ondulado, montanhosos e bastante árido. As imagens lá de cima são, ao mesmo tempo, “dramáticas” e belas. Logo na chegada, o que mais impressiona são as cores fortes que a natureza imprimiu ali. Um paraíso para a fotografia. O céu azul, a vegetação amarelada, as dunas vermelhas, tudo com tons muito fortes.

O Vale da Morte é uma depressão entre as dunas, onde aparece uma grande quantidade de árvores mortas, algumas com mais de 600 anos. A visão do Vale da Morte é dramática e vale o esforço que é chegar até ali. Damaraland fica no norte da Namíbia, no meio de uma região montanhosa, semidesértica e muito quente. É lá que se pode encontrar os Elefantes do Deserto, animais perfeitamente adaptados a essa região do Deserto da Namíbia.

Quando ir?

O clima da Namíbia varia do subtropical ao desértico, que ocupa a maior parte do território. Não existe restrição para viajar ao país em nenhuma época do ano. O inverno é mais agradável, pois as temperaturas no deserto são menos quentes, contudo, é o período de férias da Europa, quando os acampamentos costumam estar lotados.

Como chegar?

Ícone

VOOS

O Aeroporto Internacional Hosea Kutako em Windhoek é o maior e mais importante da Namíbia. Não existem voos diretos a partir do Brasil. A forma mais fácil de chegar é fazendo uma conexão em Joanesburgo, na África do Sul, que possui voos diretos a partir de São Paulo e do Rio de janeiro. Os brasileiros não precisam de visto para entrar na Namíbia. O passaporte precisa estar válido por mais de seis meses da data do retorno. É obrigatório o Certificado Internacional de Vacinação contra a febre amarela. Saiba mais sobre os voos.

Dicas

  • Como circular: Windhoek é uma cidade pequena e o transporte público deixa a desejar. O ideal é circular de táxi privativo que pode ser solicitado em qualquer hotel ou restaurante, ou alugar um carro. Lembre-se de que a direção é em mão inglesa, o que pode criar algumas dificuldades para quem não está acostumado. Na Namíbia, as distâncias são longas e, apesar das estradas serem boas, dirigir pode ser uma tarefa árdua. O ideal é contratar um pacote turístico com os deslocamentos já incluídos.
  • Dunas de areia vermelha de Sossusvlei: elas merecem ser visitadas pela manhã bem cedo. É incrível o contraste de cores que se forma ao amanhecer. Um lado recebendo a forte iluminação e o outro ainda na sombra. As maiores dunas podem chegar a 350m de altura.
  • Parque Nacional Etocha: o local está situado em uma região que intercala uma savana aberta, com muitas pastagens e algumas áreas de densa vegetação arbustiva. Grupos de gnus, zebras e orix se espalham pelas pastagens. Leões e Rinocerontes estão entre as atrações do Parque. O show maior fica por conta dos orix, o animal símbolo da Namíbia. É um antílope de grande porte, com manchas brancas e pretas e que possui um chifre imenso. Os chifres maiores podem chegar a 1,3m de comprimento.

Para se hospedar em Windhoek, considere ficar próximo à Independence Avenue, principal avenida da cidade. Ao ficar nessa região, você poderá visitar as principais atrações turísticas a pé e estará próximo de pontos comerciais.

Ícone

Hotéis em Windhoek

Reserve seu hotel
Mapa

Lugares para visitar

Outros destinos

Abu Dhabi
Dubai
Joanesburgo
Santorini

Compartilhe essa página com os amigos: